Informação é coisa séria

Mais de 200 toneladas de drogas apreendidas pela PRF, PF e Polícias Civis foram incineradas em ação coordenada pelo MJSP

Ministro Anderson Torres participou da destruição de 20 toneladas de entorpecentes (10% do total apreendido), na última quinta-feira (24), na Companhia Siderúrgica Nacional (CSN). A ação é um dos eixos da Operação Narco Brasil.















Rio de Janeiro - O Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP) realizou, na última quinta-feira (24), às 14h, na Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) em Volta Redonda (RJ), a incineração de entorpecentes apreendidos pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) e pela Polícia Federal (PF), em ações de combate ao tráfico de drogas.

Em todo o país, as Polícias estaduais também realizaram, ao longo da semana, incinerações em diversas Unidades Federativas. A atividade faz parte da 23ª Semana Nacional de Políticas Sobre Drogas e é um dos eixos da Operação Narco Brasil, coordenada pela Secretaria de Operações Integradas (Seopi). A ação também é realizada em conjunto com a Polícia Rodoviária Federal, Polícia Federal e Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas (Senad).



“A eficiência do trabalho policial tem aumentado. Temos atividades muito bem estruturadas em eixos de repressão, prevenção, uso de inteligência e tecnologia, descapitalização das organizações criminosas e venda dos bens apreendidos. Isso tem trazido ganhos e dias melhores para a sociedade brasileira”, afirmou o ministro.

A Operação Narco Brasil, realizada durante todo o mês de junho, prendeu, até agora, mais de 8 mil pessoas e apreendeu cerca de 90 toneladas de drogas. O mês de junho foi escolhido por fazer alusão ao Dia Internacional de Combate ao Tráfico de Drogas, comemorado no dia 26.



Estiveram presentes no evento o senhor ministro da Justiça e Segurança Pública, Anderson Torres, o senhor secretário Nacional de Políticas sobre Drogas, Luiz Roberto Beggiora, o senhor secretário de Operações Integradas, Alfredo Carrijo, o senhor diretor-geral substituto da PRF, Jean Coelho, e o senhor diretor-geral da PF, Paulo Maiurino. As equipes de jornalistas fizeram uma coletiva de imprensa ao término das atividades.

(Fonte: PRF)

Deixe seu comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem