Itália vence Espanha nos pênaltis e está na final da Eurocopa

Foto: Reprodução / Infoesporte


ROMA, 6 JUL (ANSA) - A Itália é a primeira finalista da Eurocopa. Com muito sofrimento, a seleção italiana venceu a Espanha nesta terça-feira (6), em Wembley, na Inglaterra, ao acertar quatro pênaltis, após empate por 1 a 1 no tempo normal e prorrogação.

Locatelli foi o único italiano a perder a penalidade, enquanto que Olmo e Morata desperdiçaram suas cobranças pela Espanha. O ítalo-brasileiro Jorginho converteu a penalidade decisiva.

Com a vitória por 4 a 2, o time de Roberto Mancini aguarda a outra semifinal, disputada entre Inglaterra e Dinamarca nesta quarta-feira (6), para conhecer o adversário da final do torneio europeu.

"Os méritos são dos rapazes porque acreditaram em tudo isto há três anos, mas ainda não acabou: agora temos de recuperar as forças para a final", disse o técnico italiano após a vitória.

Os espanhóis iniciaram o primeiro tempo pressionando a Itália, mas não conseguiram criar muitas chances claras de gol.

Aos três minutos, a Itália chegou a assustar a equipe de Luis Enrique, mas a arbitragem marcou impedimento.

Depois disso, a Espanha dominou a posse de bola e deu um pouco de trabalho para o goleiro Donnarumma. Somente depois dos 30 minutos, a Azzurra tentou avançar com passes rápidos para o campo ofensivo.

A primeira finalização italiana só aconteceu ao 44, com o Emerson. Insigne recebeu na esquerda, avançou, acionou o brasileiro, que chutou cruzado e acertou a trave de Simón.

No retorno do intervalo, o time italiano conseguiu abrir o placar ao 14 minutos, com um golaço de Chiesa, mas aos 34 os espanhóis empataram a partida. Em rápida subida ao ataque, Morata tabelou com Olmo, recebeu de volta dentro da área e finalizou na saída de Donnarumma, deixando tudo igual.

Já na prorrogação, as seleções jogaram em ritmo lento e nenhum dos dois times conseguiram ampliar o placar e levaram a disputa para os pênaltis. Na bola parada, porém, a seleção italiana levou a melhor.

"Foi uma partida muito difícil. Sabíamos que a Espanha nos colocaria em dificuldades e que teríamos que sofrer. Eles nos colocaram em dificuldade no início, mas depois encontramos as coordenadas certas", finalizou Mancini.

Com uma invencibilidade recorde de 33 jogos, a Itália avançou para sua quarta decisão de Eurocopa em busca de seu segundo título. A Azurra foi campeã em 1968 e vice em 2000 e 2012.

(ANSA).

Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.

Deixe seu comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem