Informação é coisa séria

IBGE já perdeu 6,55 mil recenseadores por hostilidade e agressões dos entrevistados

Saída de 4,7% dos trabalhadores temporários para o Censo Demográfico 2022 está "dentro do previsto"

Foto Ilustrativa: Helena Pontes/Agência IBGE Notícias

O IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) já perdeu 4,7% de seus trabalhadores temporários, recrutados para a realização do Censo Demográfico 2022, por conta da hostilidade contra os profissionais.

Cerca de 6,55 mil rescisões contratuais, que se deram por relatos de agressões feitos pelos recenseadores, foram efetuadas até o momento. O IBGE, no entanto, aponta que o número está "dentro do previsto".

Recenseadores, que são responsáveis por coletar dados por meio de entrevistas para a realização do levantamento, estão em campo desde o início de agosto. Eles estão espalhados por todos os 5. 570 municípios do Brasil.

Realizado uma vez a cada década, o Censo Demográfico visita todos os cerca de 75 milhões de domicílios brasileiros. A operação deveria ter ocorrido em 2020, mas foi adiada por conta da pandemia de Covid-19.

TV Cultura

Deixe seu comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem