Eleições 2022: sorteados ministros responsáveis pelos relatórios da apuração dos resultados

Foto: TSE 

Sorteio realizado na sessão administrativa desta quinta-feira (29) no Plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) definiu os ministros responsáveis pelos relatórios referentes à apuração dos resultados da eleição para presidente da República em cada um dos estados do país. O sorteio foi realizado conforme as regras do Código Eleitoral (Lei n° 4.737/1965 - artigos 205 e 206). 

O procedimento também está previsto a partir do artigo 221 da Resolução de Atos Preparatórios (Resolução TSE nº 23.669/2021). O artigo 222 informa que, na sessão imediatamente anterior à data da eleição, o presidente do Tribunal deve sortear, entre os integrantes da Corte, a relatora ou o relator de cada grupo, para o qual serão distribuídos todos os recursos e documentos da eleição nas respectivas circunscrições.

Para cumprir a legislação, as 27 unidades da Federação foram divididas em seis grupos diferentes, que foram sorteados entre os ministros da Corte Eleitoral, à exceção da presidente do TSE, ministro Alexandre de Moraes. Os documentos, emitidos pela Secretaria de Tecnologia de Informação do Tribunal (STI), e que trazem o detalhamento do resultado nas unidades da Federação, serão analisados pelos relatores previamente sorteados, bem como os eventuais recursos apresentados.

Confira todos os grupos e relatores sorteados:

Grupo 1 - Amazonas, Alagoas, São Paulo e Tocantins.

Relator: Raul Araújo

Grupo 2 - Minas Gerais, Mato Grosso, Espírito Santo e Mato Grosso do Sul.

Relator: Carlos Horbach

Grupo 3 - Ceará, Sergipe, Maranhão e Goiás.

Relator: Ricardo Lewandowski

Grupo 4 - Rio de Janeiro, Paraná, Pará e Piauí.

Relator: Cármen Lúcia

Grupo 5 - Bahia, Pernambuco, Paraíba e Santa Catarina.

Relator: Benedito Gonçalves

Grupo 6 - Distrito Federal, Rio Grande do Sul, Rio Grande do Norte, Acre, Amapá, Roraima e Rondônia.

Relator: Sérgio Banhos


Fonte: TSE 

Deixe seu comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem