‘Pecado’, diz Papa Francisco ao dar aval para Vaticano proibir bênçãos em uniões homoafetivas



F
Decisão da Igreja Católica foi tomada nesta segunda-feia (15)
Foto : VaticanNews

Por Gabriel Amorim | Metro1

A Igreja Católica decidiu proibir bênçãos para casais homoafetivos. A decisão, publicada em texto traduzido para sete idiomas, foi divulgada hoje (15) e justifica a proibição dizendo que a Igreja não pode abençoar casais homossexuais porque Deus "não pode abençoar o pecado".

O texto, publicado pela Congregação para a Doutrina da Fé, o organismo doutrinário do Vaticano, foi elaborado em resposta a dúvidas e ações de algumas paróquias sobre a concessão de tais bênçãos como um gesto de acolhimento de católicos gays, já que a Igreja não permite o casamento homossexual. Ainda segundo o decreto, homossexuais podem ser aceitos e podem receber bênçãos nas Igrejas individualmente. No entanto, a união entre pessoas do mesmo sexo não pode ser abençoada.

"Os ensinamentos católicos indicam que o casamento entre um homem e uma mulher faz parte do plano divino e tem o propósito de criar uma nova vida. Visto que casais gays não fazem parte desse plano, eles não podem ser abençoados dentro da igreja, disse o documento. O documento ainda afirma que os homossexuais devem ser tratados com dignidade e respeito, mas que o sexo homossexual é "intrinsecamente desordenado”.

Deixe seu comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem