Sementes misteriosas' deverão ser destruídas apenas pela ADAB

Os agentes da ADAB (Agência Estadual de Defesa Agropecuária da Bahia) deverão destruir as encomendas contendo “sementes misteriosas”, caso voltem a ser encaminhadas pelos destinatários que receberam o inusitado presente a domicílio após compras na internet. Os procedimentos seguirão os cuidados necessários para evitar contaminação do meio ambiente e/ou da pessoa que manipular as sementes, distribuídas, no ano passado, como bônus pelas compras em alguns sites estrangeiros.

A determinação emitida este mês pela Divisão de Defesa Agropecuária da Superintendência Federal da Agricultura -BA após o laudo emitido para 117 amostras coletadas, 25 delas oriundas da Bahia, acontece em resposta à conclusão da avaliação realizada pelo Laboratório Federal de Defesa Agropecuária, em Goiânia.

Os laudos detectaram que os pacotes que chegavam às residências em diversos estados brasileiros com selo de países asiáticos, continham pragas quarentenárias ausentes no país com potencial nocivo à agricultura.

A ADAB, através dos escritórios em Salvador e interior do estado, recebeu 68 sementes que foram encaminhadas ao Laboratório em Goiás.

“Depois não recebemos nenhum novo encaminhamento, porém, como existe comprovadamente o perigo, continuamos orientando a população para que não manuseie as encomendas e que estas sejam direcionadas para procedimentos corretos de destruição e somente pela agência. Os cuidados vão proteger nossas culturas agrícolas e a saúde pública”, ressalta a doutora em ciências agrárias Suely Brito, coordenadora do Programa Fitossanitário dos Citros da ADAB.

(Seagri)


Deixe seu comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem