Bolsonaro recebe apoio de deputados reeleitos no Palácio da Alvorada

Primeira-dama Michelle Bolsonaro também estavam presentes
© José Cruz/Agência Brasil

Agência Brasil | Por Andreia Verdélio 

O candidato à Presidência pelo PL, Jair Bolsonaro, recebeu hoje (6) no Palácio da Alvorada um grupo de deputados federais e governadores reeleitos, que manifestou seu apoio à reeleição do mandatário. O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, também estava presente no encontro.

“As escolhas que o Brasil fez [para o Parlamento] deixaram uma mensagem muito forte para todos os brasileiros da tendência do encaminhamento que a população quer para os próximos quatro anos: um congresso de centro-direita, reformador, conservador, dando norte para um caminho que já está asfaltado. Esse Congresso foi eleito para a continuidade do governo Bolsonaro”, disse Arthur Lira, do Partido Progressistas, que foi reeleito pelo estado de Alagoas.

Parlamentares mulheres também reforçaram o apoio à reeleição do presidente, na busca pelo voto feminino. “Esse é momento que nós, deputadas, vamos nos engajar nessa campanha porque nós, como representantes do povo, entendemos que podemos conversar com as mulheres, aquelas que não receberam ainda a informação correta do que esse governo do presidente Bolsonaro tem feito pelas mulheres, pelas famílias”, disse Bia Kicis (PL), deputada federal reeleita pelo Distrito Federal.

Durante seu discurso, Bolsonaro destacou que foi reeleito sete vezes como deputado federal, durante 28 anos. “Ao longo do nosso mandato nós somos julgados pelo que fizemos, não fizemos, pelo que nos omitimos, bem também pela esperança que vocês podem dar à população”, disse, sobre a atuação de parlamentares.

“Hoje, o Parlamento é de centro-direita, é um parlamento que tem muito mais chance de aprovar projetos com mais facilidade e mais agilidade, projetos outros que vão ajudar mais ainda o nosso Brasil ser um país de primeiro mundo de verdade”, completou Bolsonaro, sobre o alinhamento do Congresso às pautas do governo.

Os governadores de Roraima, Antônio Denarium, do Acre, Gladson Cameli, e de Goiás, Ronaldo Caiado participaram do encontro. Ministros do governo e a primeira-dama Michelle Bolsonaro também estavam presentes.

Auxílio Brasil

Bolsonaro disse ainda que conversou com Arthur Lira sobre uma proposta de taxação de dividendos (lucro das empresas pago a acionistas) para bancar a complementação do Auxílio Brasil. A partir de janeiro, o valor do benefício volta para R$ 400 e o governo busca recursos para mantê-lo em R$ 600.

De acordo com o presidente, a ideia é taxar dividendos maiores de R$ 400 mil por mês. “O suficiente para tornar definitivo esse programa de R$ 600”, disse.

União Brasil

Após o encontro com Bolsonaro, o governador de Goiás, Ronaldo Caiado, reeleito pelo União Brasil, disse que a maioria dos membros do partido apoiam a reeleição do presidente. No primeiro turno, o União Brasil teve como candidata à Presidência a senadora Soraya Thronicke, que terminou na quinta posição com 0,51% dos votos válidos. Ontem (5), o presidente nacional do partido e deputado federal reeleito por Pernambuco, Luciano Bivar, anunciou que o partido liberaria os diretórios estaduais para decidir sobre os apoios no segundo turno das eleições presidenciais.

Além de Caiado, o governador reeleito em Mato Grosso, Mauro Mendes também esteve no Palácio da Alvorada e declarou seu apoio a Bolsonaro. Assim como dois candidatos do partido a governos estaduais, que disputam o segundo turno: Wilson Lima, que tenta a reeleição no Amazonas contra o senador Eduardo Braga (MDB-AM), e Marcos Rocha, que tenta se reeleger em Rondônia em uma disputa contra Marcos Rogério (PL-AM).

Fiemg

No final da tarde, Bolsonaro participou de encontro com empresários da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg) em Belo Horizonte. O candidato disse que não prevê qualquer tipo censura à imprensa. “Jamais, da nossa parte, surgiu qualquer proposta ou qualquer palavra para censurar a nossa mídia. A nossa mídia, por mais que erre, de vez em quando erra também, e às vezes erra muito, é melhor assim do que calada”.

Bolsonaro também destacou aos empresários as conquistas econômicas de seu governo, com a redução de diversos impostos e a diminuição no desemprego. “Temos, mês a mês, apresentado números positivos na queda do desemprego. Baixamos já ao percentual de 9% e continuamos em queda. O nosso Produto Interno Bruto vem crescendo. Cada vez mais, se fazem novas projeções e se atualizam os números para melhor”, declarou.

Deixe seu comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem