Conselho Técnico define detalhes do Baianão 2023; confira

Foto: Maurícia da Matta / FBF

Campeonato estadual mais antigo do Nordeste e um dos pioneiros no Brasil, o Baianão ganhou forma para sua edição 2023. Na tarde desta quarta-feira (26), na sede da Federação Bahiana de Futebol, em Lauro de Freitas-BA, foi realizado o Conselho Técnico do campeonato.

O tradicional evento reuniu contou com as presenças de presidentes e representantes dos dez clubes participantes (Atlético, Bahia, Bahia de Feira, Barcelona, Doce Mel, Itabuna, Jacobinense, Jacuipense, Juazeirense e Vitória), profissionais de imprensa, representantes da Polícia Militar e convidados.

A diretoria da FBF, representada pelo Presidente, Ricardo Lima, o Vice-Presidente, Manfredo Lessa, a Diretora de Competições, Taíse Galvão, o Diretor de Registros e Transferências, Felipe Quadros, e o Presidente da Ceaf-BA, Jailson Macedo, conduziu o encontro. Também sentou à mesa o Diretor-Geral do Irdeb/TVE, Flávio Gonçalves.

No local foram definidos aspectos técnicos da competição, como a fórmula de disputa, acesso, descenso e classificações às competições nacionais.

Fórmula - A fórmula de disputa do Baianão 2023 será a mesma utilizada em 2022. Os dez clubes irão compor o mesmo grupo, de número 1, na primeira fase.

Em disputa de pontos corridos, com jogos apenas de ida, avançarão para a segunda fase (semifinal), os quatro melhores colocados. Os quatro classificados serão divididos nos Grupos 2 (1º x 4º) e 3 (2º x 3º) para a semifinal, que acontecerá em jogos de ida e volta. Os dois vencedores decidirão o título em duas partidas da final.

Acesso e Descenso
- Os dois últimos colocados da primeira fase serão rebaixados para a Série B do Baianão 2024. Já o campeão e vice-campeão da Série B 2023 ascenderão à Série A do ano seguinte.

Caso a Série B de 2023 venha a ser disputada por um número de equipes inferior a dez, portanto, independentemente do número inicial de inscritos, apenas a equipe que ficar em último lugar na primeira fase da Série A 2023 será rebaixada e, consequentemente, tão somente a equipe campeã da Série B 2023 ascenderá à Série A 2024. Portanto, ficou mais uma vez definido que é condição para o rebaixamento de duas equipes, e acesso também de duas, a participação de, no mínimo, de clubes na Série B do próximo ano.

Copa do Brasil - Terão direito à 1ª, 2ª e 3ª vagas da Copa do Brasil 2024 o campeão, vice-campeão e terceiro colocado do Baianão 2023.

Copa do Nordeste - A equipe campeã do Baianão 2023 terá direito à primeira vaga na Copa do Nordeste de 2024. A segunda vaga do Nordestão será do clube mais bem posicionado do Estado no Ranking Nacional de Clubes da CBF.

Já a terceira vaga, para disputa da Pré-Copa do Nordeste, será do clube que tiver a melhor colocação no Baianão, excluindo os clubes presentes na 1ª e 2ª vagas. Caso o clube da 1ª vaga não esteja disputando as Séries A ou B do Campeonato Brasileiro, a 3ª vaga será destinada ao clube com a segunda melhor colocação no Ranking Nacional de Clubes da CBF.

As vagas na Copa do Nordeste são definidas pelos clubes que integram a Associação de Clubes do Nordeste e serão sempre distribuídas de acordo com a deliberação da Liga ou da CBF.

Brasileirão Série D - Terão direito às duas vagas na Série D do Brasileirão 2024 as equipes melhores colocadas no Baianão, desde que não sejam integrantes das outras séries do Campeonato Brasileiro. A terceira vaga na Série D será destinada à equipe campeã da competição que a FBF realizar no segundo semestre, com 5 clubes da Série A e 5 da Série B estadual.

O Baianão 2023 será iniciado no dia 10 de janeiro e encerrado no dia 9 de abril. O regulamento e a tabela básica da competição serão divulgados nas próximas horas.

Deixe seu comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem