Alimentos ultraprocessados causaram 57 mil mortes no Brasil em 2019

Biscoito, salsicha e refrigerante são exemplos deste tipo de produto
© Agência Brasil

Você sabia que alimentos como pão, biscoito, salsicha e presunto matam mais brasileiros por ano do que homicídios e acidentes de trânsito? Pois é. Uma pesquisa feita em 2019 e publicada nesta segunda-feira (07) aponta que os chamados alimentos ultraprocessados causaram 57 mil mortes no país ao longo daquele ano. Também em 2019, 43 mil brasileiros foram assassinados e 30 mil perderam a vida no trânsito.

Um dos responsáveis pelo estudo é o pesquisador Eduardo Nilson, do Núcleo de Pesquisas Epidemiológicas em Nutrição e Saúde da Universidade de São Paulo. Ele destaca algumas doenças causadas pelo consumo desses produtos.

Eduardo Nilson ressalta que, além da mudança nos nossos hábitos, as políticas públicas também ajudam a diminuir o uso de alimentos ultraprocessados.

Uma dessas políticas públicas adotadas recentemente no Brasil está no rótulo das comidas e bebidas, que destacam percentuais de gordura, sal e açúcar. O pesquisador Eduardo Nilson avalia que essa medida é importante, mas precisa avançar.

Os alimentos ultraprocessados são nutricionalmente desequilibrados, porque além de gorduras, açúcares e sódio, são pobres em fibras, vitaminas e minerais. Por isso, podem causar e aumentar a gravidade de diversas doenças.

Fonte: Rádio Agência Nacional - EBC | por Victor Ribeiro 

Deixe seu comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem