Brasil inicia negociações para obter vacinas contra monkeypox

A recomendação é que sejam imunizados profissionais de saúde
© CYNTHIA S. GOLDSMITH

Agência Brasil |  Por Nelson Lin 

A OMS (Organização Mundial de Saúde) decretou a varíola dos macacos como estado de emergência internacional. No mundo são mais de 14 mil casos de varíola dos macacos em 71 países.

No Brasil já foram confirmados 696 casos, sendo 506 no estado de São Paulo, 102 no Rio de Janeiro e 33 em Minas Gerais. O Distrito Federal, além de estados do Sul e Nordeste também registram casos confirmados da doença.

Diante da nova situação, o Ministério da Saúde afirmou que negociações para a compra da vacina contra a monkeypox estão sendo feitas de forma global com o fabricante para ampliar o acesso ao imunizante. No entanto, a pasta informou que a vacinação em massa não é indicada pela OMS em países não endêmicos, como é o caso do Brasil. A recomendação é que sejam imunizados profissionais de saúde com alto risco de exposição ao vírus e pessoas que tiveram contato com casos suspeitos.

A varíola dos macacos é uma doença viral transmitida pelo contato próximo de uma pessoa infectada, seja por abraço, beijo, ou relações sexuais. Além disso, a pessoa também pode se infectar por meio de contato das secreções respiratórias ou de objetos como roupas, lençóis ou toalhas contaminadas.

Os sintomas da doença são febre, dores de cabeça e no corpo, além de lesões na pele. Não há tratamento específico para a doença. Mas, ela geralmente não causa sintomas mais graves nas pessoas. A recomendação é de se manter à distância de doentes até que suas feridas na pele tenham se cicatrizado e os objetos desinfectados.

Ouça a matéria: Baixar arquivo

Deixe seu comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem